Nasceu! Giselle Itié dá à luz seu primeiro filho

Criança é o primeiro fruto de seu relacionamento com o também ator Guilherme Winter

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Nasceu nesta quarta-feira (4) o primeiro filho de Giselle Itié
  • A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da atriz
  • O bebê, que ainda não teve seu nome revelado, é o primeiro fruto de seu relacionamento com o também ator Guilherme Winter

A família aumentou! Nasceu nesta segunda-feira (2) o primeiro filho de Giselle Itié, fruto de seu relacionamento com Guilherme Winter. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da atriz à coluna de Patrícia Kogut.

Giselle Itié deu à luz seu primeiro filho (Foto: Reprodução/Instagram)

 

 

 

 

Após o anúncio da colunista, a própria atriz fez um post em suas redes sociais com uma foto do filho e anunciando o nome da criança: Pedro Luna. “Quem nasceu dia 02/03/2020?! Nosso Pedro Luna, amor de mís amores
meu Pedrin. Lunito de mí alma! O mais conhecido como #UnicornioBaby ♥️🦄 Gratidão a todas as energias acolhedoras e amorosas de vocês durante toda a nossa gestação.” E completou, agradecendo o marido: “AMO vocês♥️ @guiwinter OBRIGADA por me dar “O maior” presente de mí vida.
Muito AMOR POR NÓS TRÊS♥️♥️♥️ Nós parimos como desejamos e estamos cheios de ocitocina para espalhar pelo mundo♥️.”

Giselle Itié posta primeira foto de seu filho, Pedro Luna (Foto: Reprodução/Instagram)

Ao longo das últimas semanas de gestação, Giselle compartilhou em suas redes sociais fotos magníficas de seu ensaio gestante. Em post realizado na sexta-feira 14, Giselle refletiu sobre o quanto sua vida irá mudar após a chegada do bebê. “Dios Mio!! quando vamos parir meu filho?! quando vamos renascer meu pequeno?”, escreveu ela na legenda da imagem, em que aparece exibindo a barriga de grávida. E continua: “eu vou ser uma boa mãe? vou ter leite? você vai ser tranquilo? aliás o que é ser tranquilo? minha rede de apoio vai honrar o seu nome? e o monstro do puerpério? Brasil e o mundo vai nos dar um sossego? O que vai ser da gente? Hahahahhahahhahhahah (rindo de nervoso) To amando sentir você se mexendo e bailando cada vez mais. To amando cantar pra tu todos os dias. Amor de mis amores… Mas que pesa. Pesa. E o meu Amor soluça de tanta emoção. aliás meu Amor cresce junto com o peso todo. Realmente já é uma grande loucura ser mãe.”

 

-Publicidade-

Chá de bençãos

No dia 30 de janeiro, Giselle Itié decidiu abrir sua casa para realizar uma Chá de Bençãos. O evento contou com a presença de algumas amigas e foi promovido por Carolinie Figueiredo. Em sua conta do Instagram, ela compartilha diversos momentos de sua gestação e com a comemoração não foi diferente. “Hoje estou organizando um Chá de Bênçãos para uma amiga minha. Está tudo muito lindo. É o terceiro Chá de Bênçãos que eu organizo, desta vez aqui em São Paulo”, disse Caroline em suas redes sociais.

(Foto: Reprodução/Instagram)

O chamado Chá de Bençãos costuma ocorrer a partir da 37° semana de gestação. É um dia dedicado ao bebê e à barriga, ao contrário do chá de bebê que a concentração, muitas vezes, está voltada ao convidado. A mãe é preparada para relaxar, o que conta com imersão de ervas, flores e especiarias. Enquanto isso, os convidados expressão desejos para a mãe e o bebê. Pode ser coragem, fé, confiança e luz e mensagem de incentivo.

 

Ultrassom natural

No início de dezembro, Giselle Itié publicou uma foto em sua conta no Instagram, um tanto quanto curiosa. Na imagem, a atriz está realizando um ultrassom natural, criado pela parteira mexicana, Naolí Vinaver. A especialista na técnica examinou a barriga de Giselle por meio de um desenho da posição do bebê. “Sobre confiar em transmutar amor e realização ou melhor sonho que voltarei para minha casa. Obrigado Naolí Vinaver. Obrigado meu filho por me dar a oportunidade de conhecer a rainha, deusa e a bruxa da vida”, conta a atriz.

Esse tipo de ultrassom foi criado no início dos anos 1990 e mistura arte e ciência. O método é composto por exames físicos na mulher a fim de compreender as condições da vida intrauterina. Os desenhos surgiram após Naolí descobrir que as pinturas cativavam a atenção até das mulheres que tinham acesso ao ultrassom convencional. Com o auxílio das mãos, a parteira observa a posição do bebê, sente a quantidade de líquido amniótico, estima o peso fetal, verifica se a criança está encaixada ou não na pelve materna, mede a altura uterina e o crescimento de uma semana para a outra.

Giselle Itié compartilha ultrassom natural com seus seguidores (Foto: Reprodução/Instagram)