Esposa de Kobe Bryant quebra o silêncio e fala pela primeira vez sobre morte do atleta

Vanessa Bryant fez um depoimento emocionante nas redes sociais

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • Vanessa Laine Bryant falou pela primeira vez sobre a morte do marido, Kobe, e da filha Gianna
  • A postagem emocionante em sua conta no Instagram teve milhões de curtidas
  • “Eu gostaria que eles estivessem aqui conosco para sempre”, disse ela

Três dias após a morte de Kobe Bryant, em um trágico acidente aéreo, a esposa do ídolo do basquete, Vanessa, veio a público. Em mensagem emocionante, postada em seu perfil no Instagram, ela agradeceu o apoio que tem recebido das pessoas e falou sobre Kobe como pai.

“Minhas meninas e eu queremos agradecer aos milhões de pessoas que demonstraram apoio e amor durante esse período horrível. Obrigado por todas as orações. Definitivamente, precisamos deles. Ficamos completamente arrasados ​​com a perda repentina de meu adorado marido, Kobe – o incrível pai de nossos filhos; e minha linda e doce Gianna – uma filha amorosa, atenciosa e maravilhosa, e uma irmã incrível de Natalia, Bianka e Capri. Também estamos devastados pelas famílias que perderam seus entes queridos no domingo e compartilhamos intimamente sua dor”, escreveu Vanessa na legenda da postagem. Na foto, ela aparece ao lado de Kobe e das quatro filhas, Gianna – que também morreu no acidente -, Natalia, Bianka e Capri.

Kobe Bryant ao lado da esposa, Vanessa, e das filhas do casal (Foto: Reprodução/Instagram)

Ela continua seu depoimento: “Não há palavras suficientes para descrever nossa dor no momento. Sinto-me confortável em saber que Kobe e Gigi sabiam que eram tão profundamente amadas. Fomos incrivelmente abençoados por tê-los em nossas vidas. Eu gostaria que eles estivessem aqui conosco para sempre. Elas foram nossas lindas bênçãos tiradas de nós muito cedo. Não sei ao certo o que nossas vidas têm além de hoje e é impossível imaginar a vida sem elas. Mas acordamos todos os dias, tentando continuar pressionando, porque Kobe e nossa filhinha, Gigi, estão brilhando para iluminar o caminho. Nosso amor por eles é infinito – e isso é incomensurável. Eu só queria poder abraçá-los, beijá-los e abençoá-los. Tê-los aqui conosco, para sempre.” E finalizou: “Obrigado por compartilhar sua alegria, sua dor e seu apoio conosco. Pedimos que você nos conceda o respeito e a privacidade de que precisamos para navegar nesta nova realidade.”

 

Kobe Bryant: o adeus ao ídolo

O ex-jogador profissional de basquete Kobe Bryant morreu aos 41 anos em um acidente aéreo que ocorreu no último domingo (26). Entre as vítimas do helicóptero que caiu em Calabasas, na Califórnia, nos Estados Unidos, está a filha Gianna, 13 anos. Segundo as autoridades, a polícia recebeu uma ligação de emergência às 9h47 do horário local, 14h47 no horário de Brasília. As viaturas enviadas ao local encontraram um incêndio que sucedeu a queda do helicóptero. Quando os bombeiros puderam checar a aeronave, informou a polícia de LA em entrevista coletiva, já não havia sobreviventes. O piloto e oito passageiros morreram.

Black Mamba, como ficou conhecido, era casado com Vanessa Laine com que teve com que teve Gianna Maria-Onore, Natalia Diamanete, Bianka Bella e Capri Kobe. O ex-jogador, a primogênita do casal, o técnico de beisebol John Altobelli, sua mulher, Keri, e sua filha, Alyssa (colega de time de Gianna), Christina Mauser, assistente técnica do time feminino da Harbor Day School, e Sarah Chester e sua filha Payton, provavelmente também do time de basquete feminino da academia de Kobe, e o piloto Ara Zobayan morreram.

Kobe Bryant foi um dos maiores nome da NBA – National Basketball Association, Associação Nacional de Basquetebol, em português. Jogador dos Los Angeles Lakers conquistou títulos e foi, duas vezes, o melhor jogador das finais (2009 e 2010). Com a seleção norte-americana, Kobe conquistou duas medalhas olímpicas de ouro, Pequim em 2008 e Londres em 2013.

Black Mamba apoiava a carreira de Gianna Bryant, filha de 13 anos. Ela era jogadora de basquete e viajava com o pai no momento do acidente para um treinamento na Mamba Academy, na cidade Thousand Oaks, que ficava a 22 quilômetros do local do acidente. Chocados com o ocorrido, atletas do mundo todo prestaram homenagens ao atleta, entre eles Michel Jordan, o maior jogador de todos os tempos, afirmou que Kobe era como um irmão mais novo.