Coronavírus: Rainha Elizabeth abandona o Palácio de Buckingham

Por medo e prevenção, a monarca e o marido devem morar em Windsor provisoriamente

Autor

Categorias

Compartilhe

Resumo da Notícia

  • O governo do Reino Unido acredita que o novo coronavírus se prolongará até 2021 no país
  • A rainha mudou-se para Windsor junto com o marido
  • O casal real se encaixa no grupo de risco de contágio da doença

O governo do Reino Unido,  trabalha com a hipótese de que a disseminação do novo coronavírus se prolongará até 2021 no país e contagiará 50 milhões de pessoas. Pensando em segurança, a rainha Elizabeth, de 93 anos e o marido, Philip, de 98 anos, se mudaram da residência oficial da família real britânica. 

Rainha Elizabeth muda de casa (Foto: Reprodução / Instagram)

Foram mais de mil casos do novo coronavírus na Inglaterra e 21 mortes decorrentes da doença. A monarca mudou-se para o sudeste do país, no Castelo de Windsor. Entretanto, se a situação não melhorar, o Governo avalia manter o casal em quarentena na cidade de Sandringham, onde fica a casa de campo da família.

O palácio de Buckingham, localizado no centro de Londres é perigoso para o casal – que já está no grupo de risco – por contar com mais de quinhentos funcionários. Mas, de acordo com uma fonte do The Sun, “Elizabeth está com boa saúde, mas foi melhor fazer a mudança. Muitos funcionários estão com medo do coronavírus”.

-Publicidade-

A rainha já vinha mudando seus hábitos. Na última terça-feira (10), a Elizabeth II não apertou as mãos da alta comissária do Sri Lanka, Saroja Sirisena, e de seu marido, Dr. Sudath Talpahewa,  em uma reunião que aconteceu na sala de sua residência real. 

Em outro evento, a rainha usou luvas brancas enquanto apertava as mãos de várias pessoas depois de entregar medalhas no evento no Palácio de Buckingham.